Sunday, August 19, 2018

Ovos verdes e presunto / Dr. Seuss

Sinopse:

Será que gostas de ovos verdes e presunto? Esta é a pergunta que o Sam faz insistentemente ao amigo, procurando levá-lo a provar algo novo. Apesar das suas tentativas, o amigo teima em dizer que não gosta, sem nunca ter provado.

Com muita imaginação, o Sam fará de tudo para convencer o amigo. Será que vai conseguir? 

Opinião:

Não há nada mais frustrante do que preparar uma refeição deliciosa para logo depois lidar com a teimosia de um filho que se recusa a prová-la. Cá em casa, acontece com regularidade, por isso, não admira que este seja o livro do momento no ninho da coruja.

Publicado a 2 de Agosto de 1960, tornou-se num clássico da literatura infantil. Na verdade, não há lista do género melhores livros de sempre para crianças onde não conste. O autor usou apenas 50 palavras, habilmente repetidas num jogo de rimas dinâmico, nonsense e até bizarro, fruto de uma aposta feita com o seu editor.

Como sou vegan, fiz uma pequena adaptação. Em vez de ler ovos verdes e presunto, leio couves verdes e pimento, a ver se o miúdo deixa de embirrar com os legumes!

Gostei muito e fiquei com vontade de visitar a sua estátua memorial em Springfield, a cidade onde nasceu a 2 de Março de 1904.

Dr. Seuss National Memorial Sculpture Garden, Springfield. Via Sun Sentinel
A estátua com as icónicas personagens criadas pelo autor é enorme. Neste pormenor, vemos o Sam com a sua bandeja de ovos verdes e presunto. Lá ao fundo, está o Dr. Seuss na companhia do Gato do Chapéu.

Vou com certeza ler os restantes livros do autor, publicados em Portugal pela editora Booksmile.

PNL 6 a 8 anos (recomendado pela editora a partir dos 4 anos)

Saturday, August 18, 2018

O rapaz que despejou o mar / Paul Brown; il. Chris Capstick

Sinopse:

O pequeno Miguel adora construir castelos de areia! Mas as ondas insistem em arruinar as suas construções. Um dia, o Miguel tem uma ideia de génio: mergulhar bem fundo e, simplesmente, DESPEJAR TODA A ÁGUA DO MAR.

Só que o Miguel não podia imaginar que a sua solução genial teria consequências catastróficas. Agora, ele tem de encontrar uma forma de voltar a pôr tudo exactamente como estava, antes que seja tarde demais.

Será que o Miguel vai conseguir resolver o seu problema? Só há uma maneira de saber, não é?

Opinião:

A história é engraçada, mas podia ser muito melhor. Depois de despejado o mar, o destaque dado à destruição do habitat marinho pecou pela brevidade. Curiosamente, logo de seguida, dá-se o oposto, pois menciona-se o derreter dos glaciares de forma tão súbita que fica a sensação de que está ali qualquer coisa a faltar (da primeira vez que li ao meu filho, até voltei atrás, pensando que saltara alguma página!).

Ainda assim, pode ser um bom ponto de partida para trabalhar questões ambientais com a pequenada.

Friday, August 17, 2018

5 minutos de paz / Jill Murphy

Sinopse:

A Senhora Grande só quer uns minutos de paz e sossego no seu quente, espumoso, e borbulhante banho de espuma. Mas com o Lester, a Laura e o bebé tão irrequietos e barulhentos como de costume, a mãe descobre que a sua paz é sol de pouca dura.

Opinião:

Acho que não há mãe que não se identifique com este livro. Quantas vezes não dei por mim a pensar como seria bom poder, de vez em quando, desligar o miúdo por uma ou duas horitas? E só tenho um filho, nem imagino o que seria se tivesse três, como é o caso da Senhora Grande. Adorei a história e fiquei com vontade de ler mais livros desta colecção.

5 estrelas!

Pré-escolar

Saturday, June 16, 2018

Yasmeen Ismail, ilustradora

Digam lá se não dá vontade de emoldurar e colocar na parede?




Livros publicados em Portugal:

Hora de deitar, Baltasar!, Booksmile, vencedor do prémio Melhor Livro Ilustrado do New York Times
Nada!, Booksmile
Puxar, empurrar, opostos sem parar, livro de actividades, Booksmile
Tristes, contentes, sentimentos diferentes, livro de actividades, Booksmile


Friday, June 15, 2018

Antes do futuro / Jay Asher, Carolyn Mackler

Sinopse:

E se em 1996 pudesses ver o teu futuro no Facebook... Mudarias o presente?

Quando Josh instala um CD-ROM que dá acesso a cem horas de internet gratuitas no computador de Emma, sua vizinha e melhor amiga, são ambos transportados para uma estranha página chamada Facebook onde veem versões de si mesmos quinze anos mais velhas. As suas relações, amigos, filhos, carreiras, férias... todas essas informações estão na internet e alteram-se consoante as decisões que eles tomam no dia a dia. À medida que tomam consciência do que a vida lhes reserva no futuro, Josh e Emma são obrigados a confrontar-se com o que estão a fazer certo e errado no presente...

Opinião:

É pena que uma ideia tão boa tenha dado origem a um livro tão banal. Então uma pessoa, em 1996, por alguma anomalia temporal, dá de caras com o facebook, isto é, com uma porta aberta para o futuro, e só se preocupa com quem vai casar? A sério? Já para não falar no muito que poderia ter sido explorado e não foi, como por exemplo, o vício actual de expormos a nossa vida nas redes sociais ou a necessidade de esfregarmos a nossa felicidade em ecrã alheio, mesmo que falsa. 

E onde então as referências pop dos anos 90? Praticamente ausentes!

E que raio de protagonista é a Emma? Não me aqueceu nem um bocadinho o coração. Salvou-se o Josh, a única personagem que apreciei verdadeiramente.

Best seller do NYT não sei como...

Wednesday, April 4, 2018

Citações que fazem pensar #1

- Está descansado. Para os homens é muito mais fácil agir do que absterem-se de agir. Iremos continuar a fazer o bem e a fazer o mal... Mas se houvesse de novo um rei que nos governasse a todos e se ele procurasse o conselho de um mago, como nos tempos passados, e fosse eu esse mago, dir-lhe-ia: Meu Senhor, não faças nada por ser correcto ou digno de louvor ou nobre fazê-lo; não faças nada por parecer que é bom fazê-lo; faz apenas o que tiveres de fazer e que não possas fazer de nenhuma outra maneira.


A praia mais longínqua, Ursula K. Le Guin

Thursday, March 22, 2018

:)

Já estou no segundo livro do Ciclo de Terramar, mas só comentarei depois de ler todos os volumes.

Entretanto, uma curiosidade: gostei de ver várias obras do nosso José Saramago numa lista de recomendação da escritora Ursula K. Le Guin. Se quiserem, podem espreitar aqui.


Friday, March 2, 2018

A ler o primeiro volume do Ciclo de Terramar...

... E a gostar muito mais do que estava à espera!

Em rapaz, pensaste que um mago é alguém que pode fazer toda e qualquer coisa. Também eu assim pensei, em tempos. E a verdade é que, à medida que o poder real de um homem aumenta e se alarga o seu conhecimento, tanto mais se vai estreitando o caminho que lhe é possível seguir. Até que, finalmente, ele nada escolhe, mas faz apenas, e na sua totalidade, o que tem de fazer.

Sunday, February 18, 2018

E agora, algo completamente diferente...

Sabiam que a agropecuária é a principal causa do aquecimento global e da destruição dos recursos naturais do planeta?

Duvidam? Então convido-vos a dar uma espreitadela neste documentário. É um escândalo, sinto que tenho sido enganada à bruta.



E esta, ein?

De qualquer forma, não como carne há cerca de 4 meses. Mas disso falarei numa próxima postagem.

Friday, February 2, 2018

O coração de Simon contra o mundo / Becky Albertalli

Sinopse:

Simon Spier tem 16 anos e os únicos momentos em que se sente ele próprio são vividos atrás do computador.

Quando Simon se esquece de desligar a sessão no computador da escola e os seus emails pessoais ficam expostos a um dos colegas, este ameaça revelar os seus segredos diante de toda a escola. 

Simon vê-se, assim, obrigado a enfrentar as suas emoções e a assumir quem verdadeiramente é perante o mundo inteiro.

Opinião:

É um livro algo ternurento, mas não percebo o porquê da média acima das 4 estrelas no goodreads. Talvez seja porque não existem assim tantos livros sobre a homossexualidade dentro do género YA. Lê-se bem, mas não achei nada de extraordinário. O facto de ter lido há pouco tempo o "Guarda-me para sempre", que me marcou imenso pela positiva e envolve igualmente duas pessoas que se correspondem por carta e email sem se conhecerem, provavelmente também não ajudou à festa.

Saturday, January 13, 2018

A tábua de Flandres / Arturo Pérez-Reverte

Sinopse:

No fim do século XV, um velho mestre flamengo introduz num dos seus quadros, sob a forma de uma partida de xadrez, a chave de um segredo que poderia ter mudado a história da Europa. Cinco séculos depois, uma jovem restauradora de obras de arte, um antiquário homossexual e um excêntrico jogador de xadrez conjugam os seus esforços para tentar resolver o enigma. A investigação conduzi-los-á através de uma apaixonante pesquisa na qual os lances do jogo irão abrindo as portas de um mistério que acabará por envolver todos os seus protagonistas. "A Tábua de Flandres" é um apaixonante jogo de armadilhas e inversões - pintura, música, literatura, história, lógica matemática - que Arturo Pérez-Reverte vai encadeando com diabólica destreza.

Opinião:

Fugi à regra das leituras infanto-juvenis porque uma utilizadora habitual da biblioteca onde trabalho disse-me que imaginou a personagem Júlia à minha semelhança.  Hummm... Não sei porque lhe terá ocorrido semelhante ideia, mas pronto, tudo bem!
Sinceramente, não gostei. A escrita do autor tem demasiadas referências culturais/intelectuais que não acrescentam nada à história nem embelezam o texto, o que me levou a ler vários excertos na diagonal. Além disso, as personagens são presunçosas e a motivação do assassino, ridícula! Uma desilusão!