Wednesday, September 30, 2015

Gata branca / Holly Black

"Cassel Sharpe é um jovem de 17 anos que deseja ter uma vida normal. Mas quando se nasce numa família com uma forte tradição em manipulação de maldições a normalidade não é algo fácil de alcançar. Cassel vive ensombrado pela ameaça de, a qualquer momento, os poderes maléficos que correm na sua família se manifestarem também em si. Por diversas vezes, a sua vida é posta em risco quando, em sucessivos episódios de sonambulismo, passeia pelos telhados do colégio interno que frequenta. De volta a casa, torna-se cada vez mais claro para Cassel que um tenebroso segredo familiar ameaça destruí-lo. Desejoso de perceber quem realmente é, o jovem inicia uma cruzada de autodescoberta que o leva a enfrentar perigos cada vez maiores".

Li muitas críticas positivas relativamente a este livro e por isso tinha as expectativas lá bem no alto. Infelizmente, foi uma grande desilusão. Não me senti envolvida pela história e a grande revelação do livro deu para adivinhar umas quantas páginas antes de acontecer. Lê-se, mas não achei mesmo nada de especial.


Monday, September 21, 2015

Erwin Madrid

Tenho publicado algumas ilustrações relacionadas com a leitura, mas quase sempre desconheço a origem. Geralmente, são imagens que encontro pela net, partilhadas por tanta gente que há muito se perdeu o autor. E isto é uma chatice, não só porque é feio não referir a fonte, mas também porque nos impede de pesquisar o restante trabalho de alguém que fez uma ilustração que nos agradou bastante.

Porém, de vez em quando, damos com uma imagem que adoramos com a indicação do autor. A Bertrand publicou um desenho de Erwin Madrid, e acreditem, vale a pena explorar o blogue do ilustrador. É maravilhoso!



Monday, September 14, 2015

Eleanor & Park / Rainbow Rowell

Apesar de ter odiado a adolescência, adoro livros e filmes que abordam esta faixa etária. Ler "Eleanor & Park" foi como voltar atrás no tempo. Numa linguagem juvenil, a autora conta-nos a história de amor entre dois jovens "inadaptados", personagens com as quais criei grande empatia logo nas primeiras páginas.

Mas não pensem que se trata de um amor lamechas. É antes aquele tipo de amor que, sem darmos conta e aos poucos, vai criando raízes capazes de alcançar incrível profundidade, ao contrário de Romeu e Julieta, história que sempre me irritou (adorei a crítica presente no livro).

Confesso que fiquei algumas vezes aborrecida com o tom demasiado juvenil e algo repetitivo da leitura, mas depois dava com frases maravilhosas, escritas nessa mesma linguagem, descrevendo os mais básicos sentimentos de uma forma bela e sem lugares comuns, ficando agradavelmente surpreendida. É também uma leitura onde a ternura se mistura com a tristeza, porque Eleanor tem uma vida familiar difícil capaz de minar o mais puro dos amores.

As imensas referências musicais e de BD dos anos 80 irão agradar a quem viveu essa época, mas poderão aborrecer quem desconhece as mesmas.  Só apanhei metade, e foi por ter uma irmã 7 anos mais velha. Gostei muito.


Saturday, September 12, 2015

Thursday, September 10, 2015

O bibliotecário / A. M. Dean

"Arno Holmstrand, um reputado académico, deixa um conjunto de pistas à jovem professora universitária Emily momentos antes de ser assassinado. Esta inicia então uma busca tão inesperada quanto perigosa: a localização da biblioteca perdida de Alexandria".

Apesar da "advertência" que indicava um livro à "Dan Brown" (pouco ao meu gosto), arrisquei a leitura porque sou licenciada em história e trabalho numa biblioteca. Porém, achei as referências históricas minúsculas, sobretudo tendo em conta que se pode ler na capa que o livro é o resultado de uma profunda pesquisa histórica. Os enigmas não me convenceram, bem como a trama. E porque se trata de uma sucessão de acontecimentos num curto espaço de tempo, com personagens nada desenvolvidas, tornou-se numa leitura desinteressante. Não recomendo.

Sunday, September 6, 2015

#Destaques

Nos últimos tempos, tenho andado afastada do trabalho de "animação" da biblioteca. De qualquer forma, hoje encontrei estas fotos que ficaram por publicar (destaques do 25 de Abril e do dia do pai):